Aparelho dentário: Qual a melhor idade para colocá-lo?

Aparelho dentário
O aparelho dentário (ou aparelho ortodôntico) pode ajudar a alcançar o sonho de ter um sorriso perfeito. Sabemos que são muitas as pessoas que, secretamente, desgostam do próprio sorriso. Um dente que sobressai ou um espacinho a mais entre os dentes acabam por causar desconforto. Noutros casos, estas imperfeições podem até tornar-se a imagem de marca de algumas celebridades, como Madonna. Mesmo que nem todos queiram corrigir o sorriso numa fase adulta, há sempre preocupação com os dentes dos mais novos. Assim, somos muitas vezes questionados pelos pais sobre qual a melhor altura para colocar aparelho dentário nos filhos. É esta dúvida que tentaremos dissipar hoje no nosso blog.  

Há uma idade certa para colocar aparelho dentário?

Não existe uma idade definida para a colocação de aparelho ortodôntico. Há, no entanto, uma altura ideal de intervenção mediante o problema que está na base da incorreta engrenagem ou desalinhamento dos dentes. Posto isto, torna-se evidente a importância de uma avaliação por parte do Médico Dentista Ortodontista. Esta, sim, é fulcral para um correto diagnóstico e tratamento do desalinhamento dentário. É importante salientar que o tratamento ortodôntico não deve ser encarado como uma ferramenta com objetivos meramente estéticos. A posição incorreta dos dentes na arcada pode ter repercussões graves na saúde. Alterações fonéticas e respiratórias e problemas na articulação temporomandibular são exemplos de consequências do alinhamento incorreto da dentição. Uma avaliação e um diagnóstico precoce da má oclusão dentária por parte do Médico Dentista são essenciais. Como em qualquer outra área da saúde, só assim se alcança um melhor prognóstico e sucesso no tratamento. Determinar o que está na base da má oclusão é fundamental. Se a causa for esquelética, ou seja, nas bases ósseas e desenvolvimento dos maxilares, é recomendável uma intervenção precoce. Isto porque poderá contribuir para uma correção sem necessidade de cirurgia na idade adulta.  

Tipos de aparelho dentário

Existem dois tipos de aparelhos ortodônticos: os removíveis e os fixos. Os primeiros são apenas utilizados em crianças a partir dos 6 anos. Já os segundos podem ser colocados em adolescentes e adultos.  
  • Aparelho dentário removível
Este aparelho deve usar-se entre os 7 e os 11 anos, porque nestas idades ainda ocorre o desenvolvimento dos maxilares. Desse modo, problemas com base numa anomalia esquelética podem ser facilmente solucionados. Este tipo de tratamento ortodôntico é mais indicado para crianças que tenham:
  • Palato (“céu da boca”) estreito;
  • Falta ou excesso de espaço entre os dentes;
  • Dentes muito salientes;
  • Mandíbula proeminente (maxilar inferior avançado relativamente ao superior);
  • Desvio da mandíbula ao abrir ou fechar a boca;
  • Hábitos como chuchar no dedo, interpor a língua ao engolir ou usar chupeta até idades tardias;
  • Respiração preferencialmente bucal;
  • Atrasos na erupção dentária.
Tal como o nome indica, este tipo de aparelho dentário pode ser removido pelo paciente. Implica um grande empenho por parte da criança e dos pais para que os resultados esperados sejam atingidos. O tratamento com recurso a aparelho removível é menos dispendioso do que o fixo. No entanto, a sua utilização não garante que, mais tarde, não venha a ser preciso tratamento ortodôntico com aparelho fixo. Caso este seja necessário, poderá ser mais fácil, com resultados mais estáveis e impedir a necessidade de correções cirúrgicas.  
  • Aparelho dentário fixo
O aparelho fixo, por sua vez, não pode ser removido pelo paciente. Consiste em pequenas peças metálicas (denominadas brakets) que são coladas nos dentes. Nelas, é aplicado um arco que leva à movimentação da dentição. O aparelho dentário fixo, ao contrário do removível, não permite a correção de problemas esqueléticos. Utiliza-se quando a criança apresenta dentição mista (presença de dentes de leite e dentes definitivos), a partir dos 11/12 anos. O tratamento tem uma duração de 2 a 3 anos, dependendo do tipo de problema. Daí que uma correta avaliação por parte do Médico Dentista Ortodontista seja essencial.  

A importância do estudo ortodôntico

Antes da colocação de qualquer tipo de aparelho dentário, o Ortodontista faz um estudo ortodôntico. Este determina o problema que originou o mau posicionamento dentário e a melhor abordagem para a sua correção. Nunca é demais salientar que a escolha, ou não, da utilização de aparelho ortodôntico não deve basear-se apenas na estética. Devemos ter em conta que poderemos estar a evitar problemas mais graves no futuro. A primeira consulta de avaliação com um Ortodontista deve ser feita entre os 6 e os 7 anos. Nestas idades, conseguimos ter alguma margem de manipulação das bases ósseas, uma vez que estas ainda se encontram em desenvolvimento.  

Até que idade se pode recorrer ao aparelho ortodôntico?

Não existe propriamente uma idade limite para a colocação de aparelho. Basta que o paciente tenha bons tecidos de suporte (osso e gengiva) e motivação para melhorar o seu sorriso. Excetuam-se apenas casos em que o problema que originou a má oclusão dentária esteja na base esquelética do paciente adulto. Nestas situações, o correto tratamento deverá passar pela cirurgia ortognática. Os tratamentos ortodônticos podem ser usados posteriormente, para, de certa forma, camuflar a má oclusão e melhorar a estética.   Tem dentição desalinhada ou está preocupado com a posição dos dentes do seu filho? Saiba que, na Orto-M, temos um corpo clínico altamente qualificado e experimente na realização de diversas técnicas de Ortodontia. Conheça alguns casos clínicos e inspire-se para melhorar o seu sorriso. Marque a sua consulta online numa das nossas quatro clínicas situadas no Norte do país.  

MARCAR CONSULTA

 
Etiquetas
aparelho dentário, brakets, sorriso, tratamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *